Vereador Elias Ishy questiona sobre taxa do lixo e unidades de compostagem

Parlamentar também cobrou sobre ecopontos nas reservas indígenas e lixo eletrônico em Dourados

| CâMARA DOURADOS / ASSESSORIA


Ishy pediu também lixeiras comuns e de coleta seletiva em frente às unidades educacionais e bibliotecas Foto: Valdenir Rodrigues/CMD

O vereador Elias Ishy (PT) questionou informações referentes à Taxa de Coleta, Remoção e destinação de resíduos sólidos (LC Nº 413/2021), além das unidades de compostagem, resíduos, ecopontos nas reservas indígenas e lixo eletrônico em Dourados. O parlamentar também solicitou que sejam instaladas lixeiras comuns e de coleta seletiva em frente às unidades educacionais e bibliotecas no município.

Ishy quer saber qual o valor recebido mês-a-mês no período de janeiro de 2022 até a presente data, a estimativa total de recebimentos para esse ano, o relatório das despesas pagas e previstas com os recursos provenientes da Taxa de Lixo, a cópia do Convênio firmado entre prefeitura e Sanesul que versa sobre a cobrança.

O documento encaminhado no dia 16 de maio indaga também quais ações e investimentos estão previstos voltados para a gestão de resíduos sólidos, a previsão para a construção das Unidades de Compostagem, que além da taxa do lixo também estão previstas no Plano de Saneamento Básico do Município.

O vereador questiona sobre a construção da Unidade de Triagem e instalação de ecopontos nas Reservas Indígenas e, em relação à destinação de resíduos eletrônicos, ele pergunta se existe algum projeto por parte da prefeitura para o recolhimento e em quais locais a população pode descartar esse tipo de material.

Devido a um projeto de educação ambiental desenvolvido na Biblioteca do Flórida, anexa a Escola Avani, ele também indicou que sejam instaladas lixeiras comuns e de coleta seletiva em frente às unidades educacionais e bibliotecas no município. “As campanhas educativas despertam a atenção para o problema e contribui para a promoção da renovação e conscientização, principalmente das crianças”, finaliza.

O envio desse requerimento e da indicação fazem parte das ações da Campanha pelo Projeto de Lei “Junho Verde”, proposto pelo vereador, que objetiva a conscientização para atividades sustentáveis em prol do Meio Ambiente, a ser realizada anualmente no mês de junho na cidade.