Câmara de Dourados suspende atividades após segundo caso da covid-19

Sessão Ordinária desta segunda foi adiada e assuntos urgentes serão tratados remotamente

| ROGéRIO VIDMANTAS


Atividades na Câmara de Dourados nos próximos dias serão feitas apenas remotamente (Foto: Divulgação)

Duas servidoras da Câmara Municipal de Dourados foram testadas positivo para covid-19, a segunda no último sábado (30). Ambas estão em isolamento domiciliar e os casos fizeram com que as atividades na Casa de Leis fossem suspensas, segundo nota divulgada à imprensa neste domingo (31) e assinada pelo presidente, Alan Guedes (DEM).

O primeiro caso foi confirmado ainda durante a última semana e a primeira ação foi colocar em isolamento outros servidores que tiveram contato com a funcionária. “Nós soubemos da suspeita e juntamente com a direção colocamos todas as pessoas em que ela tinha conversado em quarentena”, disse o parlamentar.

Com o segundo caso, uma outra funcionária que tem contato direto com a primeira, não sobrou outra opção a não ser suspender os trabalhos. “A Câmara Municipal de Dourados ficará fechada entre os dias 1º e 5 de junho, sendo permitido acesso apenas aos servidores que, por sua imprescindibilidade de funções, tenham tal necessidade”, diz a nota.

Ainda de acordo com o comunicado, as duas servidoras já estavam há alguns dias em isolamento e monitoradas. “O dia 20 de maio foi o último trabalhado pela servidora, que já está em quarentena, assim como todos que com ela mantiveram contato. Seguimos, mais uma vez, todas as recomendações da Vigilância em Saúde e do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus”.

Nesta segunda-feira (1) haveria Sessão Ordinária, mas essa foi adiada para outra data ainda não definida. “Qualquer matéria de caráter urgente relacionada à pandemia, que porventura precise ser apreciada entre os dias 1º e 5 de junho, será feita via sessão extraordinária remota, ressaltando que isso não gera nenhum pagamento adicional aos edis”, completa a nota.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE