Projeto Erva Mate amplia horizontes da agricultura familiar em MS

| DIáRIO DIGITAL / DA REDAçãO


(Foto: Divulgação)

O “Projeto Erva-Mate” já começa a mexer com a rotina dos produtores de Mato Grosso do Sul. Na primeira etapa, com a entrega de mais de 227.000 mudas de erva-mate para 97 produtores rurais em 10 municípios (Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Iguatemi, Japorã, Laguna Carapã, Paranhos, Ponta Porã e Tacuru) é possível observar algumas transformações no cenário.

Ao todo, 210 beneficiários receberão dos técnicos da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) – além das mudas – orientação técnica em todas as etapas (preparo do solo com apoio das Prefeituras, adubação, semeadura das plantas de sombreamento, preparo do gel retentor de água, preparo de covas para o plantio). Para trabalhar em 1 hectare de erva-mate, os produtores receberam adubos químicos e orgânicos, sementes de crotalárias e guandu (formação das plantas de sombreamento) e o gel retentor de água.

Do projeto, que realiza as entregas sob a forma de doação pública (por meio de um Convênio celebrado entre a Agraer e o Ministério da Integração Nacional, através da Sudeco) fazem parte 11 agricultores indígenas de Aldeias da Região Sul do Estado.

Segundo o Diretor Executivo da Agraer, Fernando Nascimento até o mês de outubro deve ser realizada a entrega para os outros 113 produtores participantes.

Fernando acredita que o projeto além de auxiliar no resgate da cultura, diversifica a produção e ampliação da renda dos agricultores familiares. “A erva mate faz parte da nossa história. Ver essas mudas tomando conta do cenário das pequenas propriedades do Estado é motivo de grande orgulho para nós”. Comentou o Diretor.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE