Elias Ishy pede informações sobre a estrutura e funcionalismo no CCZ

- Vereador afirma que precisa dar condições para a categoria realizar o trabalho de prevenção -

| CâMARA DOURADOS / ASSESSORIA


De acordo com Ishy, os casos de doenças tendem a se agravar neste período, por isso cobra a atenção da prefeitura Foto: Valdenir Rodrigues

O vereador Elias Ishy (PT) solicitou informações sobre a estrutura e funcionalismo nas ações de combate às endemias - Centro de Controle de Zoonoses. O parlamentar encaminhou o documento no final de novembro ao prefeito Alan Guedes (PP), com cópias para as secretarias de Governo e de Saúde. De acordo com ele, os casos de doenças tendem a se agravar neste período, não havendo chuvas regulares. “Precisa dar condições para a categoria realizar o trabalho de prevenção”, afirma.

Ishy questiona se há previsão para a reativação do Comitê Municipal de Combate à Dengue no município e se há motivos que impeçam tal ato. Ele também quer saber se o serviço de fumacê está sendo executado e pede que sejam encaminhados o cronograma e o relatório com o quantitativo de veículos e insumos disponíveis.

Quanto a castração, ele pergunta qual o número de castramóvel beneficiados pelo município e se tem previsão para construção de uma sala fixa no local. O vereador também fala sobre os uniformes para os agentes, tanto os de saúde quanto os de endemias, qual o cronograma, quantidade, valores e origem dos recursos para aquisição.

Elias Ishy ainda indaga sobre um veículo. Segundo levantamento, em 2018, o município recebeu do governo federal uma caminhonete Mitsubishi L200 Triton para as atividades da Vigilância Epidemiológica. O vereador quer saber onde ela está sendo utilizada e para qual finalidade. Além disso, pede o relatório de veículos disponíveis no CCZ, especificando a finalidade e o ano de fabricação.

Já com relação a vacinação, quanto às doses de antirrábica, ele fiscaliza quantas foram aplicadas nos anos de 2020 e 2021 - individualmente, como são realizadas as aquisições e se o município possui doses suficientes para atender a demanda de 2022. Ele ainda interroga se foi atingida a meta estipulada para o ano ou qual a porcentagem alcançada.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE