Morre em hospital homem que matou a esposa e o filho de 7 anos

| DOURADOSNEWS / DA REDAçãO


Maurílio Arcanjo morreu aos 62 anos. - Crédito: Divulgação

Maurílio Arcanjo, de 62 anos, morreu na noite desta segunda-feira, dia 06 de dezembro, no Hospital Regional de Ponta Porã, cidade localizada na região de fronteira com o Paraguai. Ele estava internado na unidade hospitalar desde domingo (05), quando atirou duas vezes no peito e na barriga, depois de assassinar a esposa Aline Aparecida Perez Gomes, de 37 anos, e o seu filho Davi Luiz Perez Arcanjo, de apenas 7.

A morte ocorreu por volta das 19h30, segundo o Campo Grande News.

Aline foi morta com cinco tiros no peito. Já Davi foi ferido com dois disparos e morreu sobre a mãe. Na sequência, Maurílio recarregou a arma e tentou tirar a própria vida, mas foi socorrido ao hospital.

 Antes de tentar se matar, o homem mandou áudio pelo WhastApp a amigo, falando que tinha matado a mulher e o filho e iria se matar. “Ô Tião, é o seguinte. Eu acabei de matar a Aline e matei o Davi, daí eu vou me matar. Eu vou deixar o portão aberto e daí você vem aqui tomar as providências cabíveis e chama a polícia, tá bom? Só isso que eu tenho para te avisar, beleza?”.

Maurílio Arcanjo tinha antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal dolosa e violência doméstica. Segundo o site Campo Grande News, casal de vizinhos contou à polícia que Aline e Maurílio brigavam constantemente. Foram eles que ouviram os tiros e foram até a frente da casa e viram o homem caído, gemendo de dor. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE