Gustavo Sprotte é o novo prefeito de Bandeirantes

Mais de 4 mil eleitores da cidade compareceram à votação

| ASSESSORIA


No domingo (7), 6.085 pessoas compareceram às urnas na eleição suplementar para Prefeitura de Bandeirantes (34 ZE). A votação, que aconteceu das 7h às 17h e teve o resultado divulgado às 18h05 pela Justiça Eleitoral, elegeu Gustavo Sprotte (DEM), como prefeito, e Gideane da Rocha (PTB) como vice. A chapa foi eleita com 1.493 votos (36,25%).

Ao todo foram 4.245 votos (70,71%) contabilizados dos 6.003 eleitores que estavam aptos a votar nesta eleição. Foram registrados 38 votos brancos (0,90%) e 88 nulos (2,07%). Para o pleito, foram utilizadas 65 urnas. Nenhum equipamento precisou ser substituído.

Conforme a a Resolução nº 751 do TRE-MS, a diplomação dos eleitos deverá ocorrer até o próximo dia 26 de novembro.

A diferença para a segunda colocada foi de apenas 149 votos. A candidata Zulene Diniz (PSDB) recebeu 32,63% dos votos, o que significa 1.344 votos do total. Em terceiro lugar, ficou Celso Abrantes (PSD) com 28,21% dos votos, o mesmo que 1.162. Por último, ficou Milane (PSC) com 2,91%, ou seja, 120 votos.

Entenda

A eleição suplementar ocorreu após decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), e confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve o indeferimento do registro de candidatura de Álvaro Urt, eleito para o cargo de prefeito em 2020. Com a decisão, os votos obtidos pela chapa de Urt foram anulados definitivamente.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE