Juscelino Cabral propõe audiência pública para debater o passaporte sanitário

| CâMARA DOURADOS / ASSESSORIA CMD


Vereador Juscelino quer população debatendo o “passaporte da vacina” Foto: Valdenir Rodrigues/CMD

Primeiro-secretário da Câmara Municipal, o vereador Juscelino Cabral (DEM) está propondo e o legislativo vai realizar, audiência pública com o tema “Passaporte Totalitário – segurança ou um ato de discriminação”.

O vereador explica que a audiência pública tem por objetivo trazer o debate para a comunidade douradense de um tema que está sendo amplamente discutido no Brasil e em todo o mundo, o passaporte sanitário. “É preciso debater se o passaporte da vacina traz segurança ao cidadão ou se é um ato discriminatório, que fere os princípios individuas como a liberdade de ir e vir”, defende.  

Para Juscelino Cabral, a discussão sobre a questão do passaporte é muito importante entre aqueles que são favoráveis e aqueles que são contrários. “A imposição ao assunto é pertinente para que possamos garantir os direitos do passaporte que faz parte de um controle social”, observa.

Juscelino menciona ainda que desde a declaração da pandemia da Covid-19, especialista disse que a resposta dada a este estado de saúde pública assustou a todos, pois, “em nível global, as medidas impostas por governantes, baixando decretos de modo acrítico, sem reflexão da proporção das medidas tomadas, foram abusivas, antinaturais e desumanas, atingindo toda a população”.

A audiência pública está marcada para o dia 3 de novembro, a partir das 18 horas, no Plenário Weimar Torres da Câmara Municipal de Dourados.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE