OCOP: rapidez no atendimento foi fundamental para o desfecho positivo na ocorrência com reféns na Capital

| PMMS / ASSESSORIA DE COMUNICAçãO SOCIAL DA PMMS


 No final da tarde desta segunda-feira(18.10), equipes da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul libertaram duas mulheres que eram mantidas como reféns por bandidos armados com  revólver em Campo Grande.

Uma equipe foi acionada via 190 para verificar uma denúncia de invasão de domicílio no Bairro Coopharadio e  cerca de três minutos  chegou no endereço para averiguar os fatos. No local, perceberam uma movimentação anormal, até que em dado momento, um elemento efetuou um disparo de arma de fogo no interior do imóvel.

A partir disso, foi solicitado apoio às equipes especializadas, uma vez que a os primeiros interventores perceberam que tratava-se se uma ocorrência com reféns, pois ouviram gritos de socorro das vítimas que estavam em cárcere dentro da casa.

Compareceram ao endereço equipes do Batalhão de Polícia Militar de Choque e do Batalhão de Operações Especiais, os quais assumiram o controle da ação e o gerenciamento da crise. Após cerca de meia hora de negociação, os autores liberaram as duas reféns e entregaram-se às equipes de polícia.

A rapidez no atendimento da ocorrência  é reflexo do sucesso do Programa de Obtenção de Capacidade Operacional Plena-OCOP na Capital.  A divisão tática territorial de Campo Grande com base em dados estatísticos trouxe celeridade ao atendimento das ocorrências e emprego rápido dos meios disponíveis, potencializando o patrulhamento e desta forma, proporcionando mais segurança à população.

Assecom/PMMS



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE