Tite confirma time titular da Seleção para enfrentar Venezuela e preza por “equilíbrio”

| GAZETA ESPORTIVA


O técnico Tite concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, após o último treinamento da Seleção antes da partida contra a Venezuela, em Caracas. O treinador confirmou a equipe titular que entrará em campo pela 11ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo.

Baseado no último treinamento, o time que enfrentará a Venezuela tem: Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Fabinho, Éverton Ribeiro, Gerson e Lucas Paquetá; Gabigol e Gabriel Jesus. 

'A equipe está confirmada, a que fez o último trabalho e que vocês acompanharam. Sobre o jogo, a expectativa é boa dentro do que vimos nos treinamentos. A gente tem que respeitar bem a Venezuela, possuem uma base forte, que cresceu com o Dudamel. Variou o modelo de jogo com o tempo, no Morumbi tivemos um jogo que ficou vivo, e com Leonardo Gonzales é uma equipe que vem jogando mais, então quem ganha é a qualidade do espetáculo como um todo. Então vamos buscar o equilíbrio e trabalhar dentro da nossa estratégia', disse Tite, com auxílio de César Sampaio.

Questionado sobre enfrentar adversários fechados, Tite voltou a destacar a importância de ter um time equilibrado. 'Equilíbrio é fundamental. Não acredito que colocar quatro atacantes vai te deixar ofensivo e não acredito que colocar quatro volantes vai deixar o time defensivo. Eu trouxe comigo que uma ideia de equilíbrio é fundamental, gosto de uma equipe que trabalhe bem a bola, mas sei que verticalizar é importante, a beleza está aí. Temos peças para fazer isso, jogadores agudos. Vendo City e Liverpool jogando, em termos estatísticos o City concluiu menos, mas teve mais posse. A beleza está dentro da ótica que se escolhe e as características dos jogadores. É importante ter a criação e a contundência, a agressividade', disse Tite.

Brasil e Venezuela se enfrentam nesta quinta, às 20h30 (de Brasília), em Caracas. A Seleção lidera a competição, com 100% de aproveitamento.

Confira outros trechos da coletiva de Tite:

Calendário do futebol de seleções

'É uma realidade que nós devemos nos adaptar. O ideal é trabalhar periodicamente, mas não é a realidade sul-americana. Nós buscamos aproveitar ao máximo esse tempo, otimizar, buscar a essência das coisas importantes. Nisso está nosso trabalho, nossa preparação, o objetivo de joga bem. E buscamos aproveitar ao máximo.'

Desfecho do jogo contra a Argentina

'A responsabilidade é de quem tem o comando, quem organiza. Gostaríamos que tivesse uma equidade e que as coisas corretas sejam decididas.'

Oportunidade para novos atletas, como Guilherme Arana

'A própria campanha nos permite oportunizar aos atletas um número maior de chance, como o Arana. Há uma competição interna muito forte e que a gente possa ter isso nessa sequência.'

Qual técnico desafiou mais o treinador

'É difícil a gente fazer um comentário, em relação a uma manifestação de um outro profissional. Prefiro colocar de outra forma, com meu estilo. procurar pessoas que me inspiram, que sirvam como exemplo para mim, e não achar que o outro por rivalizar comigo vai me fazer melhor. Carlos Alberto Silva me inspirou, Tadeu Menezes, uma série de profissionais. Telê Santana foi inspirador. Zagalo... Essas pessoas me norteiam, me inspiram.'

Copa do Mundo de dois em dois anos

'Tem que se refletir, não tenho uma opinião formada, não tenho o devido aprofundamento para opinar, sinceramente. Inicialmente é simpático, mas não posso afirmar nada.'

Fabinho e Casemiro

'São dois jogadores posicionais, executam funções parecidas em seu clube. Fazem a bola rodar com fluência.'

'São duas referências mundiais, pela performance e camisas que vestem. São referências e a gente só tem a ganhar, é um bom problema. Casemiro está com esse problema (no dente), infelizmente, mas o Fabinho foi bem quando exigido, estamos seguros. Temos duas referências', completou César Sampaio.

Retorno antecipado de jogadores que atuam na Inglaterra

'Informação: nunca houve essa possibilidade. Foram convocados para os três jogos.'

Falta de adiamento das rodadas do Brasileirão por conta da Data Fifa

' A gente tem uma responsabilidade dentro da Seleção em muitos aspectos. As datas e outros aspectos não são nossos, existem coisas importantes, mas vamos deixar que a instituição se manifeste a respeito. A gente vai procurar fazer o melhor trabalho possível e sabemos que decisões desagradam alguns.'

Possibilidade de retorno de Renato Augusto e diferenças em relação a Gerson

'São modelos diferentes e funções também. O modelo nosso, na fase ofensiva, tem um meio-campista especifico posicional, um liberado, dois externos e dois atacantes mais enfiados. É uma estrutura ofensiva diferente. Na Copa foi 4-1-4-1 com dois externos, dois meias e um atacante de movimentação. Então é diferente, a gente procura diferentes formas de buscar um ajuste para que a equipe possa crescer. Estamos vendo atletas com características diferentes, como Gerson e Fred por exemplo. Vai muito das composições.'

Preconceito contra técnicos negros

'Eu luto e lutei pela minha vida toda contra a minha ignorância e procurei ler, estudar. Ir contra a hipocrisia. Há sim preconceito, ele é enraizado, estrutural, sim. O que posso dizer é que tenho um respeito muito grande pelo Roger Machado. Pela conduta pessoal, pelo profissional, pelos momentos difíceis. É uma das minhas grandes referências. Devemos lutar contra sim pois há um preconceito em relação ao técnico negro.'



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE