Coluna - Seletiva do Mundial abre ciclo paralímpico do halterofilismo

Modalidade vive fase ascendente após ouro inédito de Mariana D'Andrea

| LINCOLN CHAVES


© Ale Cabral/CPB/Direitos Reservados

O ciclo paralímpico de Paris (França) já começou. Menos de um mês após o fim da Paralimpíada de Tóquio (Japão), os calendários do tênis em cadeira de rodas e da paracanoagem foram retomados com os respectivos campeonatos mundiais. Entre 28 de novembro e 5 de dezembro, na cidade de Batumi (Geórgia), será a vez do halterofilismo.

A delegação brasileira na competição será definida no próximo dia 13, em uma seletiva no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Podem participar atletas situados até a 25ª colocação do ranking mundial da categoria que disputam. No halterofilismo paralímpico, os competidores são divididos por peso e não conforme a deficiência de cada um.

Eu disse para vocês que vinha mais por aí, né?


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE