Volkswagen retoma atividades na Alemanha e volta a produzir o Golf

| NOTICIAS AUTOMOTIVAS


Como prometido, a Volkswagen volta a operar gradativamente na sede alemã (Wolfsburg) e já prepara o local para fabricar a nova geração do Golf. Antes, a empresa está tomando todos os cuidados necessários para evitar a contaminação de COVID-19 entre os funcionários.

No caso do Golf, a Volkswagen explica que o carro será montado em turno único, com maior tempo de intervalo e capacidade limitada. Ainda esta semana, a fabricante planeja retomar a produção do Touran, do Tiguan e do SEAT Tarraco. Para isso, aproximadamente oito mil colaboradores devem retornar à fábrica para que os modelos sejam colocados em produção. O objetivo é ter 1.400 automóveis prontos até o fim de semana e esse número pode subir para quase seis mil na semana seguinte.

O retorno das atividades segue um protocolo global. Ou seja, o que é aplicado na Alemanha também servirá para o Brasil (e os demais países). A Volkswagen está protegendo os seus colaboradores criando regras de higiene e distanciamento nas fábricas e fora delas. Diariamente, a empresa está conversando com os trabalhadores, medindo a temperatura, entre outros cuidados.

Durante o trabalho, eles devem usar máscaras e manter o distanciamento. Nos setores administrativos, a Volks está ampliando a distância entre os seus funcionários que atuam em escritórios e incentivando o home office.

Em paralelo, a Volkswagen conversa com o governo local para aumentar o número de vendas de veículos. Apesar de todas as barreiras que a crise do coronavírus causou, a cenário parece ser favorável, uma vez que quase 80% das concessionárias estão abertas e fornecedores da Alemanha devem voltar às atividades nos próximos dias.

No Brasil, a VW pretende voltar a fabricar em maio, porém não há uma data oficial. Com a COVID-19, a fabricante congelou todo o investimento que faria no Brasil até dezembro de 2020, adiantou o presidente da empresa no país.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE