Com ministro, Flávio César participa de entrega de 256 apartamentos e anuncia novos projetos habitacionais

| PAULO FERNANDES, SUBCOM


Ministro Roberto Marinho afirmou que parceria com MS pode resultar de 2 mil a 10 mil casas - Chico Ribero

Aos 82 anos, Alexandre Espinosa acordou cedo nesta sexta-feira (24), ansioso para realizar um sonho antigo: receber as chaves do seu novo apartamento. Três horas antes do início da cerimônia de entrega, ele aguardava no residencial Sirio Libanês, em Campo Grande. O sonho seria concretizado horas depois, por meio das mãos do secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Flávio César, que representou o governador Reinaldo Azambuja no evento. A cerimônia contou também com a participação do ministro do Desenvolvimento Regional, Roberto Marinho.

“Eu só vou ficar sossegado quando receber as minhas chaves. Sempre morei de aluguel, hoje vivo com meu filho e estou há 10 anos esperando para realizar esse sonho”, contou o aposentado. Alexandre Espinosa foi um dos 256 contemplados com unidades habitacionais nos residenciais Sírio Libanês I, II e III, construído por meio do Programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal, em parceria com o Governo Estadual e Municipal.

Flávio César disse que, desde 2015, todos os municípios de Mato Grosso do Sul foram atendidos com casas e apartamentos e contou que o governo federal repassou mais R$ 35 milhões para construção de mais 400 unidades habitacionais em diversos municípios do Estado. 

“O governo federal tem sido muito importante em todas as ações de Mato Grosso do Sul. O senhor [ministro Roberto Marinho] esteve aqui há dois meses atrás e o governador Reinaldo fez um pedido da possibilidade da liberação de um recurso de R$ 35 milhões para que nós pudéssemos alavancar a construção de cerca de 400 casas em vários municípios do Estado, usando o FGTS. E nessa semana o senhor autorizou o depósito, que já está na conta do Estado de Mato Grosso do Sul. Fica aqui o reconhecimento do governador Reinaldo Azambuja e do secretário Eduardo Riedel [Infraestrutura]”, disse Flávio César.

Ele declarou ainda que, desde 2015, Mato Grosso do Sul tem 26.352 casas e apartamentos entregues ou em construção e que, somente em habitação, o investimento soma R$ 1,572 bilhão, sendo R$ 186,9 milhões de recursos do Estado.

Já Pamela Jessica Ribeiro Machado Lopes, de 32 anos, recebeu as chaves das mãos do ministro. Ela vai se mudar com o marido, César Antônio Lopes Junior, e com os quatro filhos: Gilvanio, de 11 anos; Nowa, de 6; Maria Ísis, 5; e Isabela, de 3. Casada há oito anos, Pamela esperava há mais de dois anos para ter um apartamento próprio. “Eu pagava R$ 600 de aluguel em uma casa na Vila Popular, agora vou pagar prestações entre R$ 80 a R$ 270 para algo que é meu. Então, vai ser um alívio”, relatou.

A mesma felicidade é compartilhada por Matilde Martinez, de 46 anos.  O marido José Mendes Viana, 48, é pedreiro e eles moravam na Vila Pioneira. Agora, estão de mudança com a filha Giovana, de 5 anos, que tem necessidades especiais. “É a realização de um sonho e vai ajudar financeiramente porque nós pagávamos aluguel”, disse. Ela foi a primeira a receber as chaves na cerimônia desta sexta-feira.

O ministro Rogério Marinho antecipou que existe uma tratativa com o governador Reinaldo Azambuja para a entrega de mais milhares de moradias. “O governador Reinaldo Azambuja estabeleceu conosco uma parceria. Na primeira etapa serão 2 mil casas. Ele vai entrar com uma parte, nós vamos entrar com outra pelo subsídio. E vamos oferecer inicialmente 2 mil casas e deve chegar a 10 mil em médio prazo. Estamos conversando com o governo”, afirmou.

Já o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, destacou a importância das parcerias com o Governo do Estado e falou que a entrega das casas não segue critérios políticos. “Todos são sorteios públicos. Aqui não existe indicação política para receber casa”.

Os residenciais Sírio Libanês I, II e III foram construídos com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial-FAR do governo federal, com contrapartidas financeira e física do governo do Estado e Município.  Foram investidos R$ 24,8 milhões nas obras. 

As unidades contam com área privativa de 46,63 m² cada, contendo dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Cada unidade tem ainda uma vaga de estacionamento. 

Os condomínios têm quiosques, playground, quadra de esportes de areia, guarita, estacionamento com 26 vagas de moto e mais 17 vagas para visitantes, totalizando 299 vagas para veículos.

Também participaram da entrega das casas a diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avessani Lopes; secretário de Estado de Cidadania e Cultura, João Cesar Matto Grosso, secretário-adjunto de Infraestrutura, Pedro Caravina; deputado federal Luiz Ovando; e a vice-prefeita Adriane Lopes, além de secretários municipais e vereadores, entre diversas autoridades.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE