Leia Coluna do Jonas desta terça-feira, 14

Tópicos: Distritos cobram volta de ônibus coletivos...Por violência doméstica vereador é afastado da Câmara por tres meses;Se você completa 16 anos antes das próximas eleições, tire seu título eleitoral na internet e “Bora Votar!”

| ASSESSORIA


Jonas Alves da Silva (Silva Junior) - Divulgação

Terça-feira, 14 de Setembro 2021 - Dia da Cruz. Dia do Frevo.

Pensamento: "Se for pra desistir, desista de ser fraco."

Musica: Pra dizer adeus – Titãs – (https://www.youtube.com/watch?v=URSZ-oF0mO0)

Niver: Renato Santana, Afeiffe Mohamad, Higor Rodolfo, Antônio Freire - Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. Salmos 90:12

Ventos fortes

A sessão dessa segunda-feira, 13 de setembro, foi bastante agitada na Câmara de Vereadores de Dourados. Muita coisa para começo  de semana.  O início foi uma sessão solene em homenagem aos 30 anos de fundação da ADL - Academia Douradense de Letras, que completou o seu Jubileu de Pérola.  Um quadro confeccionado pela Casa de Leis marcou a data e vereadores destacaram a importância da ADL para a cultura douradense.

Começa o vento

O assunto mais polêmico do dia 13 foi, sem dúvida o afastamento do vereador acusado de cometer violência doméstica contra sua noiva. E o plenário foi implacável. Por unanimidade votou pelo afastamento por 90 dias e a criação da Comissão Processante que pode, se assim concluir, determinar a cassação do médico edil.

Pedidos

Dois vereadores fizeram pedidos de ônibus para distritos. Marcio Pudim para região leste (Grande Vila Vargas) e Rogério Yuri para atender moradores da região oeste (Picadinha e Itahum).

Transporte público

Ao fazer uso da palavra, o presidente Laudir Munaretto foi interpelado por uma senhora presente na plateia e prometeu conversar novamente com Marcelo Soccol, o Manda-Chuva da Medianeira, empresa que explora transporte público de passageiros no município e com prefeito Alan Guedes em busca de solução à demanda.

A Reclamação

O Município alega falta de recursos para arcar com despesas e a empresa precisa sobreviver e para isso conta com esses recursos. Aliás, esse legado vem de longe. Falta empenho das gestões no quesito respeito para sociedade num todo.

Nomeações

Seria de bom grado que as admissões de comissionados pudessem ser pontuais e não politicas. Relação custo/benefício zero. Sai prefeito entra prefeito e a novela se repete. Demite cem e admite quatrocentos. A conta não fecha. Parem de subestimar nossa ignorância!

Taxas

Outro tempo foi aprovado taxa de iluminação (Cosipa) para melhorar a cidade em vários casos piorou e muito. Por isso e com razão receio dos douradenses com nebulosa taxa de lixo. Aff!

Entre biquinho de puxa-saco, incompetente  e o povo sou o segundo de olho fechado, aberto, efim...!

Esperando Simone

O MDB sonha em lançar a senadora sul-mato-grossense Simone Tebet à Presidência da República nas eleições de 2002.

Aliás, o partido sinaliza lançar a pré-candidatura de Simone ao Palácio do Planalto, logo após o encerramento da CPI da Pandemia, onde, aliás, ela vem tendo uma atuação de destaque.

Outros cargos

O nome de Simone Tebet também é sempre incluído nas listas de pré-candidatos ao governo do Estado. Mas, nesse caso, tudo depende de alianças com o PSDB do governador Reinaldo Azambuja que não abre mão de ter um tucano como “cabeça de chapa”.

Se não der para sair candidata ao Planalto ou ao governo estadual, o  caminho natural de Simone Tebet é buscar um novo mandato no Senado. Ou, dependendo de entendimentos políticos, tentar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Indecisão

No entanto, até agora, Simone Tebet não decidiu qual cargo irá disputar nas eleições do ano que vem.

Pelo PMDB, ela poderia ser considerada a “3ª via” na disputa presidencial, juntamente com o pedetista Ciro Gomes.

Bora Votar!

Se você completa 16 anos antes das próximas eleições, tire seu título eleitoral na internet e “Bora Votar!”. A nova campanha nacional criada pela Secretaria de Comunicação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com foco no eleitorado jovem estreou ontem (13) nas emissoras de televisão e rádio de todo o país.

Com o conceito “Bora Votar. Eu vou porque eu posso”, a campanha incentiva o alistamento eleitoral e o voto consciente dos jovens de 16 e 17 anos, que, mesmo não sendo obrigados a votar, podem participar do processo eleitoral e escolher seus representantes nos Poderes Executivo e Legislativo.

Vida política

O objetivo da ação é estimular o interesse dessa faixa etária em participar da vida política e conscientizá-los sobre o potencial que o voto tem de mudar a realidade do país.

A campanha transmite a mensagem de que o Brasil pertence a toda a população brasileira e que os jovens podem fazer a diferença por meio do voto.

Cidadania

A campanha destaca que votar é um exercício de cidadania que fortalece a democracia. Segundo a iniciativa do TSE, ao votar, a cidadã e o cidadão podem ajudar a mudar o futuro da cidade, do estado e do país.

“Portanto, não permita que outras pessoas decidam por você. Por isso, vote porque você pode, vote porque você quer, vote porque você se importa. Não deixe de emitir sua opinião”, alerta a ação.

Até dezembro

O vídeo da campanha foi protagonizado por jovens atrizes e atores negros, pardos, indígenas e brancos, retratados em situações cotidianas, indo ao encontro de um dos objetivos da Justiça Eleitoral em suas ações de comunicação: representar a diversidade da população brasileira.

A campanha de conscientização será veiculada nas emissoras de rádio e TV, em veículos de instituições parceiras e nos perfis da Justiça Eleitoral no Twitter, Instagram, Facebook e Spotify. A ação segue até o dia 31 de dezembro.

Tarifa Social de Energia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou lei que simplifica a inclusão de famílias no cadastro da Tarifa Social de Energia Elétrica, divulgou ontem a Agência Senado.

De acordo com o texto, Poder Executivo, concessionárias, permissionárias e distribuidoras devem atualizar os dados de consumidores registrados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e inscrever automaticamente as famílias que se enquadrem nos critérios definidos pelo programa. A Lei 14.203, de 2021, foi publicada ontem (13) no Diário Oficial da União.

Abatimento de 10% a 65%

A Tarifa Social de Energia Elétrica foi criada pela Lei 10.438, de 2002. De acordo com o texto, consumidores enquadrados na Subclasse Residencial Baixa Renda têm direito a descontos na conta de luz. O abatimento varia de 10% a 65%, de acordo com a taxa de consumo verificada.

Mudança em 120 dias

A lei anterior já previa que famílias registradas CadÚnico fossem informadas sobre o direito à tarifa social. A novidade agora é que a inscrição no programa e o desconto na tarifa de energia ocorrem de forma automática. A mudança entra em vigor em 120 dias.

 A nova norma é resultado do projeto de lei (PL) 1.106/2020, aprovado em junho pelos senadores e em agosto pelos deputados federais. O relator da matéria foi o senador Zequinha Marinho (PSC-PA).

Telefones úteis em Dourados

Quantas vezes a gente já precisou fazer uma ligação de emergência, mas não lembrou ou não sabia o número do telefone. Pensando nisso, a Gazeta MS publica alguns números que, se for preciso, serão facilmente encontrado.

Anota aí:

Polícia Militar: 190

Bombeiros: 193

Guarda Municipal: 199 e 153

Polícia Rodoviária Federal (PRF): 191

Polícia Rodoviária Estadual (PRE): 198

SAMU: 192        

Polícia Civil - SIG (67) 3411-8080

Aeroporto (67) 3411-7936

Utilidade Publica

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.
Logo publicaremos outros números de emergência. 

[email protected] 

 

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE