Tarte de salmão fumado com curgete


Agosto é mês de férias para muitas famílias. Nesta altura do ano, procuramos, tantas vezes, receitas para levar. Levar para a praia ou, para comer com a família num piquenique. Aproveitar o bom tempo e comer ao ar livre, sabe tão bem! A convite da Parmalat, deixo-vos uma receita deliciosa e muito prática, uma tarte de salmão fumado com curgete. As natas Parmalat fazem parte dos ingredientes que costumo ter sempre na minha despensa. Para esta tarte, escolhi a Nata Culinária Levíssima, com 10% de gordura mas que conserva toda a cremosidade e enriquece o sabor dos nossos pratos. Espero que gostem! Tarte de salmão fumado com curgete Ingredientes para 6 pessoas: 1 embalagem de massa quebrada fresca 200 ml de Nata Culinária Levissíma Parmalat 3 ovos L 1 colher de chá de rama de funcho 40 g de queijo parmesão ralado 200 g de salmão fumado 1 colher de sopa de alcaparras 100 g de curgete Sal e pimenta-preta q.b. 1. Dispor a massa quebrada numa tarteira. Picar a base com um garfo. 2. Colocar uma folha de papel vegetal por cima da massa e encher com feijões de cerâmica. 3. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC durante 10 minutos. Retirar a folha de papel vegetal com os feijões e deixar cozer mais 5 minutos. 4. Cortar a curgete em rodelas finas. 5. Dispor o salmão na base da tarteira. Por cima, dispor as alcaparras e as rodelas de curgete. 6. Bater os ovos com a Nata Culinária Levissíma Parmalat, o funcho, metade do queijo, sal e pimenta a gosto. 7. Regar o salmão e a curgete com a mistura de ovos. Se necessário, ajustar os ingredientes, com a ajuda de um garfo, de maneira a que o recheio chegue ao fundo da tarte. 8. Polvilhar com o restante queijo ralado. 9. Levar ao forno, pré-aquecido a 200ºC durante cerca de 25 a 30 minutos, ou até o recheio estar firme e dourado. Escorrer bem ou secar com papel absorvente as alcaparras. As rodelas de curgete devem estar bem finas. Nesta tarte, caso queiram, podem substituir o salmão fumado por sobras de frango assado.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE