No Dia Internacional dos Povos Indígenas Barbosinha afirma que esta é uma data de luta

| ASSESSORIA


Em alusão ao Dia Internacional dos Povos Indígenas, comemorado neste 9 de agosto, o deputado estadual Barbosinha (DEM-MS) reforçou a importância de lutar, reconhecer e valorizar a população indígena de Mato Grosso do Sul.

O deputado, que sempre dedicou um olhar especial para as comunidades indígenas, principalmente em Dourados, destinou emendas e encabeçou vários movimentos, aliando-se a lideranças da Reserva de Dourados para lutar por melhores condições de vida para os indígenas.

Com uma população estimada em 17 mil índios, a Reserva de Dourados vive problemas recorrentes de falta de água. Barbosinha tem feito inúmeras intervenções, cobrado e convocado esforços, principalmente da Bancada Federal de Mato Grosso do Sul em Brasília, na tentativa de acabar com esse problema de falta d’água que afeta as comunidades indígenas do município.

Fomentar a agricultura familiar para os indígenas das aldeias Jaguapiru e Bororó e solucionar de vez a questão da falta d’água que afeta as comunidades indígenas de Dourados são assuntos que o deputado Barbosinha tem levado constantemente ao conhecimento da deputada federal licenciada e ministra da Agricultura, Abastecimento e Pecuária (MAPA), Tereza Cristina.  Há anos os problemas de abastecimento existentes no interior das aldeias Jaguapiru e Bororó têm sido recorrentes. O deputado chegou a elaborar um relatório, encaminhado à Defensoria Pública, com o cenário vivido pelos indígenas que convivem com a falta de água.

“Nossos indígenas têm nas aldeias iniciativas extremamente importantes que auxiliam no sustento das famílias e demonstra à comunidade o valor dos nossos indígenas e toda sua cultura. Ações como essas merecem e precisam do apoio do poder público e é por isso que temos levado essas demandas ao conhecimento da nossa ministra. Para que ela nos ajude a amenizar e trazer mecanismos que propiciem melhorar a produção nas aldeias e acabar de vez com a falta de água para os nossos indígenas”, disse o deputado.

Recentemente o deputado fez gestão com o Governo do Estado e levou uma demanda essencial para a educação. Se reuniu com lideranças indígenas e apresentou ao Governo do Estado estudo de viabilidade de área para ser construída uma nova escola de Ensino Médio, com 12 salas de aula, para cobrir a demanda hoje estimada em cerca de 2.000 jovens, na faixa de 17 a 21 anos, na Reserva Indígena de Dourados.

Emendas e Recursos

O deputado fez gestão, este ano, junto ao Governo do Estado, para garantir o repasse de R$ 50 mil para investimento em saúde para o Hospital da Missão Caiuá.

O Hospital e Maternidade ‘Porta da Esperança’, mantido pela Missão Caiuá, também recebeu repasse de emenda do deputado no valor de R$ 80 mil para aquisição de equipamentos destinados a atender a Casa de Parto.

Barbosinha também é autor da emenda de R$ 40 mil que foram utilizados para a aquisição de equipamentos para complementar a instalação de um laboratório de pesquisas na escola estadual Guateka ‘Marçal de Souza’, na aldeia Jaguapiru.

Infraestrutura

A pedido de Barbosinha o Governo do Estado concluiu o asfalto da estrada que dá acesso ao Hospital da Missão e Aldeia Jaguapiru. O trecho, de cerca de 7 km, liga a unidade de saúde à Perimetral Norte, que dá acesso à área urbana da cidade. O parlamentar ainda pediu ao Governo do Estado que conclua a pavimentação do trecho que ainda falta receber asfalto.

“Este é um dia que traz à tona a reflexão da importância dos povos indígenas na nossa cultura e mais que isso, de como podemos contribuir para respeitar a cultura e as tradições dos povos que habitam nas nossas aldeias no Mato Grosso do Sul. Será que estamos garantindo melhor condição de vida a esses homens, mulheres e crianças que querem produzir, crescer, se desenvolver, para serem verdadeiramente inseridos na sociedade?”, finaliza o deputado ao celebrar o Dia Internacional dos Povos Indígenas.

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE