COVID-19: Governo atende pedido do SECCG e coloca comerciários na lista de prioridade de vacinação

| ASSESSORIA


O Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande (SECCG) pediu e o Governo do Estado atendeu, incluindo os Comerciários na prioridade de vacinação contra Covid-19 em todo Mato Grosso do Sul. Em meados de junho o presidente do SECCG, Carlos Sérgio dos Santos e o presidente da Fetracom-MS (Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Mato Grosso do Sul, Douglas Silgueiro, estiveram reunidos com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende, para tratar do assunto.

“Estamos contentes com a decisão do Governo do Estado de acatar o pedido dos comerciários, que só em Campo Grande são mais de 30 mil profissionais”, afirmou Carlos Sérgio dos Santos.

A proposta de incluir os comerciários entre as categorias prioritárias para receber a vacinação foi apresentada na tarde de quarta-feira (30) pelo secretário Geraldo Resende e aprovada na reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite) que reúne todos os secretários municipais de Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde (SES). O objetivo foi contemplar reivindicações que vinham sendo feitas há vários dias por representantes, sindicatos e associações de diversas categorias.

De acordo com a Resolução 138/CIB/SES o quantitativo de 10% das vacinas pertencentes à Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (CEVE), destinado à perda operacional poderá, a critério do município, utilizar a reserva técnica para ajustes operacionais, ou mesmo para a vacinação dos novos grupos.

 “Além de atender a uma solicitação que vinha sendo feita por categorias profissionais que usualmente atendem o público, vamos avançar na imunização por faixas etárias, possibilitando uma cobertura vacinal que, na somatória, vai protegendo diferentes segmentos populacionais”, explica o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende. “Somada à vacinação total dos moradores da fronteira, vamos chegar mais cedo à imunização completa dos sul-mato-grossenses”.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE