Secretário aponta relação entre novos casos de Covid-19 na Grande Dourados e registro na Reserva

| DOURADOSNEWS / ANDRé BENTO


Primeiro caso confirmado de Covid-19 na Reserva Indígena de Dourados tem relação com outras confirmações - Crédito: Hedio Fazan/Dourados News

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende Pereira, afirmou neste sábado (16) que há relação entre o surgimento de casos do novo coronavírus (Covid-19) em municípios da Grande Dourados e o primeiro diagnóstico positivo entre moradores da Reserva Indígena.

Somente hoje, a maior e mais populosa cidade do interior de Mato Grosso do Sul teve 13 confirmações da doença e a previsão agora é de elevar o quantitativo de testes diários dos 30 ofertados inicialmente para 50 no município.

“O número de casos em Dourados está relacionado ao primeiro na população indígena. Em todos contatos familiares dela foram feitas testagens, estamos ampliando testagem para quem usou mesmo ônibus de ida e vinda da aldeia até a empresa onde ela trabalhava e agora também fazendo com que dentro da própria empresa pessoas que tenham os sintomas façam seus testes, o que veio a mostrar contaminação de moradores de outros municípios no entrono de Dourados que trabalham na mesma empresa”, detalhou.

Segundo o secretário, os diagnósticos positivos são fruto de um trabalho de pesquisa e monitoramento feito em parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde e o município, com apoio de pesquisadores e do 2º GBM (Grupamento de Bombeiros Militar), onde está instalado o drive-thru para testes rápidos.

“Haveremos de ampliar o número de testes. Já havia anunciado o aumento de 30 para 40 e vamos passar para 50 o número de testes em Dourados. Testes não faltarão”, afirmou Geraldo, acrescentando que a população indígena de Amambai, Caarapó e posteriormente Aquidauana também será testada.

Para a secretária-adjunta de Estado de Saúde, Crhistinne Maymone, “o momento é preocupante e é imprescindível o isolamento social para que a doença não avance”. “Temos praticamente 50% dos municípios com a experiência da doença. Momento muito importante para que todos intensifiquem as medidas preventivas”, pontuou.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE