Prédio apresenta problemas e Reitoria do IFMS muda de endereço

Mudança é necessária em virtude da reforma emergencial. Contrato para locação de sede temporária foi assinado nesta sexta-feira.

| ASSESSORIA


A partir desta sexta-feira, 15, a reitoria do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) inicia o processo de mudança para uma sede temporária, localizada na Rua 13 de Maio, nº 3.439, no centro de Campo Grande.

A mudança é necessária porque o prédio da reitoria, localizado na Rua Ceará, passará por uma reforma em caráter de urgência. Um laudo elaborado por uma empresa de consultoria na área de engenharia, a pedido do próprio IFMS, apontou que a edificação apresenta problemas estruturais.

Os primeiros problemas foram detectados em 2016. No ano seguinte, foi aberto processo administrativo para analisar a situação. Uma reforma foi sugerida, mas foi considerada inviável à época. Em novembro de 2019, quando saiu o resultado do laudo pericial determinando a desocupação do local, começaram as tratativas para a reforma e a mudança.  

A reitora do IFMS, Elaine Cassiano, explica que a mudança de prédio resguardará o bem-estar dos servidores, manterá o andamento das atividades e o atendimento ao cidadão. 

"Após o período da pandemia, em que estamos em home office, a reitoria poderá manter seu atendimento aos cidadãos na sede temporária enquanto a reforma é executada. Além disso, mesmo com trabalho remoto, é preciso um local para abrigar todo o mobiliário, computadores e outros equipamentos. No retorno às atividades, os servidores terão a certeza de estar em um local seguro, tanto no prédio alugado, quando na sede própria, depois que a obra terminar ", afirma Elaine.

O IFMS adotou atividades não presenciais no dia 18 de março.

Orçada em aproximadamente R$ 1,2 milhão, a reforma deverá durar cerca de um ano. Estão previstas as substituições da estrutura metálica do telhado, das telhas, do forro de gesso, além do remanejamento das instalações e climatizadores, adequação de calhas e execução de passarelas técnicas. Segundo a Pró-Reitoria de Administração (Proad), a licitação para início da reforma já está em andamento e há previsão de liberação de parte dos recursos para que a obra seja iniciada.

Locação - Assinado na manhã desta sexta-feira, 15, o contrato para o aluguel de dois pavimentos do bloco E do Colégio Salesiano Dom Bosco prevê o custo mensal de R$ 19.405,35 pelo período de 12 meses.

O espaço locado possui 27 salas, miniauditório, depósito, banheiros masculino e feminino, cantina e refeitório, sendo suficiente para abrigar os 170 servidores lotados na reitoria do IFMS.

Antes de alugar o prédio, o IFMS fez uma série de tentativas para encontrar outros locais, inclusive por meio de parcerias com instituições públicas, onde pudessem ser acomodados os servidores, porém não obteve sucesso.

"Buscamos outros prédios públicos que pudessem abrigar a reitoria durante a reforma para gerar a maior economia possível e, como não havia espaço disponível, optamos por buscar um prédio alugado, encontrando o anexo ao Colégio Dom Bosco, onde conseguimos um preço abaixo do mercado, gerando economia para a instituição", explica a reitora.

O valor do aluguel contempla ainda custos com água, esgoto e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

No contrato de aluguel firmado consta ainda uma taxa de condomínio, no valor de R$ 22.469,98, que contempla o pagamento da energia elétrica. O valor foi calculado pela média do gasto mensal da reitoria em sua sede atual.

"No contrato está previsto um valor estimado, mas instalaremos medidores internos e pagaremos apenas o valor referente ao nosso gasto efetivo de energia elétrica", afirmou o pró-reitor de Administração do IFMS, Diego Viveiros.

Economia - Considerando a necessidade da reforma e diante do fato de que o IFMS encerrou o contrato de aluguel do prédio que abrigava o Centro de Referência em Tecnologias Educacionais e Educação a Distância (Cread), a mudança temporária da reitoria deverá representar economia de recursos públicos no período.

"Entregamos o prédio onde estava instalado o Cread, que ficava ao lado da reitoria e custava aproximadamente R$ 32 mil mensais - considerando aluguel e IPTU -, valor este maior do que os mesmos gastos que teremos neste período, gerando economia para a instituição", destacou Viveiros.

O pró-reitor explica que a demanda de locação de um novo prédio foi apresentada ao Ministério da Educação (MEC), que a encaminhou ao Ministério da Economia e este autorizou a assinatura do contrato. "O valor do aluguel no contrato que assinamos ficou ainda abaixo do estimado pela SPU [Secretaria de Patrimônio da União], que realizou uma avaliação local", completou.

Serviços - Quando as atividades presenciais forem retomadas no IFMS, o que está previsto para 2 de junho, os servidores lotados na reitoria e no Cread já retornarão diretamente para a sede temporária, na Rua 13 de Maio.

Enquanto durar a reforma, o atendimento na sede temporária será feito das 8h às 12h e das 13h às 17h. Os contatos continuarão sendo o telefone (67) 3378-9501 e o e-mail [email protected].

A reitoria é a sede administrativa do IFMS, onde estão abrigadas as pró-reitorias, diretorias sistêmicas, além de órgãos de apoio e controle, como Ouvidoria, Procuradoria Jurídica, Auditoria Interna e as assessorias de Comunicação Social e Internacional. As reuniões dos órgãos colegiados da instituição também são realizadas na reitoria.

A mudança temporária é apenas no endereço da reitoria do IFMS. O Campus Campo Grande permanece localizado na Rua Taquari, 831, Bairro Santo Antônio.

--



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE