Fiems e Prefeitura vão montardrive-thru no Estádio Douradão

| ASSESSORIA/FIEMS


Solenidade realizada sábado no Pavilhão de Eventos Albano Franco - Foto: Divukgação

A Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul) viabilizou na manhã de sábado três ações diretas para o combate à pandemia da covid-19 no Estado. A primeira foi o auxílio na transformação do estádio Douradão, de Dourados, em um ponto de drive-thru para vacinação; a segunda foi a doação à Prefeitura de Campo Grande e ao governo de Mato Grosso do Sul de capacetes elmo para suporte respiratório de pacientes em tratamento pela doença; e a terceira foi a abertura de um espaço de descanso para os trabalhadores na saúde que atuam no drive-thru de vacinas do Pavilhão de Convenções Albano Franco.

O anúncio das ações foi feito pelo presidente da Fiems, Sérgio Longen, em entrevista coletiva para marcar a aplicação de 1 milhão de doses de vacinas contra a covid-19 em Mato Grosso do Sul. No evento, ocorrido no Pavilhão Albano Franco, foi assinado o termo de doação de dez capacetes elmo, equipamento que ajuda a reduzir em até 30% a necessidade de internação dos pacientes da covid-19. “Assinamos hoje o termo de doação de dez equipamentos para a Secretaria de Saúde de Campo Grande e vamos, com a ajuda do secretário Geraldo Resende, doar também para outros municípios do Estado como forma de ajudar quem está hospitalizado em consequência da covid-19”.

Drive-thru para acelerar a vacinação em Dourados

Ainda de acordo com o presidente da Fiems, o estádio Douradão já foi supervisionado por técnicos do Sistema FIEMS para que seja um ponto de aplicação de vacinas no regime de drive-thru, como já ocorre no Albano Franco. Sérgio Longen afirmou que a readequação do espaço foi acertada de maneira conjunta com o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o prefeito de Dourados, Alan Guedes, e a secretaria de Saúde do município. O objetivo é acelerar a imunização contra a covid-19 na cidade e contribuir para a redução do número de casos da doença.

Longen também inaugurou no Albano Franco um espaço destinado aos trabalhadores da saúde que atuam no trabalho de imunização no  local. Segundo ele, alguns são voluntários e precisam atuar em revezamento até 23 horas na atividade de vacinação. Agora, explicou, têm onde fazer refeições e descansar. “Nós estamos atuando de todas as formas possíveis para que as empresas possam ajudar a combater a pandemia. Hoje ultrapassamos a marca de 1 milhão de vacinas e o fato de Campo Grande já ter imunizado quase 30% da população Nós faríamos mais se houvesse mais doses, porque o lugar de vacina é no braço”.

Iniciativa privada vai continuar a contribuir para que todos sejam vacinados

Presente no evento, o secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende destacou que as ações da iniciativa privada, com auxílio da FIEMS, têm feito a diferença durante todos os momentos da pandemia. Resende também destacou que todos estarão seguros apenas com a vacinação e que Mato Grosso do Sul ainda vive em permanente alerta, com elevado número de contaminações, hospitais lotados e carência de leitos de UTI. Marquinhos Trad, prefeito de Campo Grande, concorda com a necessidade de manutenção da vigilância e também destacou os esforços da iniciativa privada para ajudar o poder público a superar a pandemia.

Sérgio Longen enfatizou que os esforços da iniciativa privada não vão cessar, e destacou o trabalho do movimento Unidos pela Vacina, desenvolvido em conjunto entre a FIEMS e a Energisa no Estado para contribuir com a garantia da vacina. “Nosso objetivo é reduzir as barreiras e garantir que a população seja vacinada”.

Também compareceram ao evento ocorrido nesta manhã o presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes; o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck; a vice-prefeita Adriane Lopes; e os vereadores Papi e Sandro Benitez.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE