Agropecuária injeta volume recorde de dinheiro na economia | Brasilagro


Agropecuária injeta volume recorde de dinheiro na economia

O ano será mais um período em que a agropecuáriainjetará muito dinheiro na economia, apesar doefeito da secaem algumas lavouras, como na do milho.

O Valor Bruto da Produção será de R$ 1,1 trilhão dentro da porteira, segundo José Garcia Gasques, coordenador da pesquisa e de Avaliação de Políticas e Informação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

Cinco produtos vão obter um volume real de receitas jamais registrado antes: soja, milho, carne bovina, algodão e trigo. Apenas a soja renderá R$ 353 bilhões.

O impulso das receitas na agropecuária vem do volume e dos preços. A safra de grãos atinge 271 milhões de toneladas, e os preços dos principais produtos estão em patamares recordes, sustentados pelademanda externae pelo câmbio.

Os números dos dois últimos anos do VBP nacional mostram o quanto aumentou o volume de dinheiro no campo.

Preços altos e demanda intensa devem elevar as receitas das lavouras deste ano para R$ 741 bilhões. Em 2018, todo o VBP, incluindo lavouras e pecuária, somava R$ 806 bilhões.

Assim como as lavouras, a pecuária também teve forte evolução nos últimos anos, puxada principalmente pelosetor de bovinos.

Os dados desta quinta-feira (13) do Ministério da Agricultura indicam que a pecuária deverá obter receitas de R$ 335 bilhões neste ano. A bovinocultura lidera, com R$ 152 bilhões, seguida de avicultura e de leite.

Alguns setores, porém, não conseguem manter o mesmo ritmo que obtiveram em 2020. O principal deles é ocafé, que terá redução de 23% nas receitas deste ano.

Os produtos voltados para o mercado interno, e que não têm o atrativo das exportações e da força do câmbio, também terão perdas de receitas. É o que ocorre com feijão e mandioca.

O VBP mostra uma concentração de produtos e de centros produtores. Pelo menos 59% das receitas do campo vêm apenas de soja, milho e bovinos. Já Mato Grosso e Paraná concentram 31% das receitas agropecuárias do país.

Os valores do VBP apurados pelo Ministério da Agricultura originam do volume produzido e dos preços obtidos pelos produtores. São considerados os 22 principais itens dos setores de lavouras e da pecuária (Folha de S.Paulo, 14/5/21)



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE