Vereador Cemar recebe presidente e vice da Associação de Moradores da Vila Cachoeirinha

| CâMARA DOURADOS / ASSESSORIA


Vice-presidente da Câmara, vereador Cemar com os dirigentes da associação de moradores Foto: Assessoria

Nesta sexta-feira (14), o vereador Cemar Arnal (Solidariedade) recebeu em seu gabinete, representantes da Associação dos Moradores da vilas Cachoeirinha, União Douradense e Canaã VI. Eles procuraram o vice-presidente da Câmara em busca de auxílio para resolver os problemas do bairro, que conta atualmente com aproximadamente oito mil moradores.

Segundo o presidente da associação, J. Farias, o principal problema do bairro é falta de programas sociais para atender à comunidade. Ele chama atenção também para segurança e infraestrutura, além de explicar que muitos eventos e ações sociais deixaram de ser realizados devido à ausência de guardas municipais e policiais. Os líderes pretendem mudar esse cenário por meio de uma ação conjunta envolvendo o Poder Público e a comunidade.

Para o vice-presidente Márcio dos Santos Ribeiro, o popular Dedê, essa parte da cidade antigamente era vista com reservas, porém hoje a realidade mostra que as demandas existem, mas bem mais administráveis do que outrora.

Cemar Arnal colocou seu gabinete à disposição da diretoria da Associação e enalteceu ser a ponte entre os moradores, Câmara, Prefeitura e Governo do Estado, para juntos lutar pelas melhorias exigidas. “Como disse anteriormente, vamos cerrar fileiras com esses líderes e auxiliá-los no que for de direito para o bem de todos. Podem contar com este vereador e com a nossa equipe”, declarou.

AGENDA

Cemar Arnal vê a possibilidade de marcar uma audiência nos próximos dias com o prefeito Alan Guedes (PP) para apresentar os eleitos para os próximos três anos da Associação de Moradores da Vila Cachoeirinha, União Douradense e Canaã VI e discutir meios para melhorias da comunidade.

“J. Farias e Dedê estão de parabéns pela proposta de trabalho que irão desenvolver na associação. Eles, realmente, representam os moradores e defendem os interesses dos bairros. Vamos transformar essas demandas em indicações para tentar resolver o problema dos moradores de forma coletiva, o quanto antes”, completou Cemar.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE