Família faz campanha para arrecadar R$ 12 milhões e curar bebê de três meses com doença rara em MS

Diagnosticado com atrofia muscular espinhal proximal tipo 1, os pais do pequeno Thiago também enfrentam uma luta judicial para conseguir curar o filho.

| G1 / DéBORA RICALDE, G1MS


Diagnosticado com atrofia muscular espinhal proximal tipo 1(SMA1), aos três meses, a família do Thiago, de Coronel Sapucaia, a 420 km de Campo Grande, luta contra o tempo para arrecadar R$ 12 milhões e curar o bebê.

"Meu esposo já desconfiava que ele poderia ter a AME quando o Thiago tinha apenas 20 dias de nascido, com 1 mês ele fez o teste e assim que chegou o resultado a pediatra dele nos informou que deu positivo. Ele teve o resultado precoce, porque já perdemos um filho para essa doença e como já sabemos como é a evolução da doença conseguimos descobrir cedo", conta Patricia.

Mesmo tendo perdido o primeiro filho para essa grave doença, a família e os amigos estão fazendo campanhas e até uma live para arrecadar o remédio mais caro do mundo. "Assim que soubemos do resultado, iniciamos a campanha para tentar arrecadar o valor do Zolgesnma, também entramos com uma ação judicial. Estamos tentando de tudo para conseguir a cura do meu filho", confirma a mãe.

Neste domingo (9), às 14h, a banda The Zaster's irá fazer uma live, realizada no canal do Youtube, em prol do pequeno Thiti, como é conhecido. Além disso também está sendo feito uma vaquinha virtual, que pode ser acessada clicando aqui.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE