Policiais Militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam na tarde de sábado um Cavalo Trator Iveco branco acoplado a um semirreboque carregado com 937,3 quilos de maconha em um compartimento oculto. A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um bloqueio policial na Rodovia MS-156, região de Caarapó.

Os militares abordaram o condutor da carreta que apresentou a documentação para o transporte de mais de 30 toneladas de soja. Durante a vistoria localizaram um fundo falso no assoalho do semirreboque. A carga foi descarregada em um armazém para a retirada de grande quantidade de volumes prensados do entorpecente.

A ocorrência foi registrada em entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde o condutor de 40 anos de idade foi autuado, em flagrante, por Tráfico de Drogas.

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Autor
M. S. (40)


SeComSoc
DOF/Sejusp

 

--- 

 

Quase cinquenta mil reais em espécie foram apreendidos pelo DOF durante a Operação Hórus

O dinheiro sem comprovação de origem saiu de Presidente Prudente com destino à cidade de Aral Moreira

 Policiais Militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam na manhã deste domingo R$ 48.593,00 (quarenta e oito mil, quinhentos e noventa e três reais), em notas de cem e de cinquenta, que seguiam para Aral Moreira sem a comprovação de origem. A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um bloqueio policial na Rodovia MS-379, região de Laguna Carapã.

Durante a vistoria em uma camionete Chevrolet S10, com placas de Colatina (ES), os militares localizaram o dinheiro em uma mochila. O condutor, um homem de 31 anos de idade, disse que trouxe o montante de Presidente Prudente (SP) para investir na cidade de Aral Moreira (MS); disse que o dinheiro era referente ao pagamento de um serviço prestado. Porém, não possuía qualquer documento de comprovação da origem do dinheiro e nem de sua atividade profissional.

A ocorrência foi registrada em entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde o homem permaneceu à disposição da Polícia Judiciária para esclarecimentos.

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Autor
F. H. K. (31)


SeComSoc
DOF/Sejusp



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE