Projeto proíbe suspensão de aulas presenciais mesmo durante pandemia

| DOURADOS AGORA


Michel Corvello/Prefeitura de Pelotas Proposta inclui educação entre as atividades essenciais

O Projeto de Lei 5595/20 veda a suspensão das atividades educacionais em formato presencial nas escolas e instituições de ensino superior públicas e privadas.

Pela proposta em análise na Câmara dos Deputados, as atividades educacionais serão consideradas como serviços e atividades essenciais, inclusive durante enfrentamento de pandemia, de emergência e de calamidade pública.

Segundo o texto, as aulas presenciais só poderão ser suspensas 'em situações excepcionais cujas restrições sejam fundamentadas em critérios técnicos e científicos devidamente comprovados'.

'Devemos ter a educação como serviço e atividade essencial, não podendo ser renegada em face de problemas momentâneos que a sociedade esteja enfrentando', afirmam as deputadas Paula Belmonte (Cidadania-DF) e Adriana Ventura (Novo-SP), autoras da proposta.

'Absurdo é quando presenciamos diariamente governantes locais - governadores e prefeitos - elencando as mais diversas e variadas atividades como essenciais, mas não a educação', completam.

O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Educação; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE