SES pede ao Ministério da Saúde a habilitação de 123 UTIs em MS; 33 devem ser ativadas na próxima semana

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, o estado aguarda a aprovação e recursos do Ministério da Saúde para que os leitos sejam instalados.

| G1 / JOSé CâMARA, G1 MS


A secretaria estadual de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul informou ao G1 que pediu ao Ministério da Saúde a habilitação de 123 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no estado. Ainda conforme as informações da SES, 33 leitos críticos devem ser ativados em Mato Grosso do Sul até a próxima sexta-feira (19).

Segundo o relatório da SES, na próxima semana, os leitos serão habilitados nas seguintes cidades:

O relatório da SES aponta que os leitos destinados à Coxim (MS) serão instalados no Hospital Regional de Coxim. Em Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, 10 UTIs serão habilitadas no Hospital Universitário da cidade, e as outras cinco, no Hospital Santa Rita.

Ainda de acordo com o relatório, em Três Lagoas (MS), as UTIs incrementarão o tratamento da Covid-19 no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora. Já em Aparecida do Taboado (MS), os leitos críticos serão habilitados na Fundação Hospitalar Enfermeiro Pedro Francisco Soares.

O chefe da saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, disse que outras 27 UTIs podem ser habilitadas em Campo Grande, e de acordo com o secretário, a SES espera apenas o aval do Ministério da Saúde, bem como o dinheiro para viabilizar os leitos críticos.

"Nós estamos pleiteando, diariamente, a abertura de mais leitos de UTI para o tratamento de pessoas com Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Precisamos que o Ministério da Saúde aprove os recursos, para assim conseguirmos habilitar novas unidades", disse Resende.

Resende ainda afirmou que "enquanto não chegam as habilitações do Ministério da Saúde, nós vamos financiando em parceria com os municípios do estado".

Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE