Leia Coluna do Jonas desta sexta, 05

| REDAçãO/GAZETA MS


Jonas Alves da Silva (Silva Junior) - Divulgação

Sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021 - Dia do Datiloscopista. Dia Nacional da Mamografia. Dia do Dermatologista.

Pensamento: "Só vence quem perde o medo de perder."

Musica: Astronauta de Mármore - Nenhum de Nós

Niver: Antonio Coca, Adriano Alves, Selma Raidan, Antenor Alves Moreira. Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. Salmos 90:12...Salud Felicitá Dios Lhe Bendiga

Fiação arrebentada nas ruas - Descaso continua

O emaranhado de fios em postes já é parte do cenário urbano de Dourados, realidade que representa perigo para quem passa pelas vias, principalmente para quem não conhece o local.  Fios soltos estão espalhados por toda cidade. Além da poluição visual, vira e mexe caminhões enroscam na fiação e vão arrastando tudo que surge pela frente, deixando a vizinhança sem energia, internet e telefone.

Nota

A Energisa informa que quando identificada uma irregularidade no compartilhamento da estrutura (poste), a empresa responsável é notificada pela concessionária. Sobre a fiação solta citada na reportagem, a empresa de telefonia será comunicada para tomar as devidas providências.

Importunação 

Já está mais que falado o quanto as denominadas operadoras de telefonia, informática, correspondentes bancários, entre tantos outros vêm, literalmente, incomodando quem tem (nesses casos a infelicidade) um aparelho de telefonia celular. Dizem que existe privacidade, mas ninguém entende como todos esses "incomodadores" conseguem a ficha completa da vítima, indo desde o número do CPF até ao apelido carinhoso da vítima.

Procon

Advogado Antonio Marcos Marques, diretor do Procon em Dourados, orienta pessoas protocolar queixa no órgão, desde que identifique a operadora: Tim, Vivo, Oi, Claro. Questão: como definir qual operadora? As ligações (lixos) chegam via 011, 21, 19, 62, 69, e outros? As chamadas aleatórias chegam a exaustão! Revoltante! Continuamos reféns!

Ponto facultativo

O Governo do Estado decidiu manter o ponto facultativo em todo o Mato Grosso do Sul durante o perído de Carnaval. No entanto, o toque de recolher, que proibe a circulação de pessoas no período das 22 horas às 5 horas, foi prorrogado. A decisão tem o objetivo de evitar as aglomerações no período.

No início desta semana, quando participou da abertura dos trabalhos legislativos, Reinaldo Azambuja explicou que os servidores públicos ativos representam menos de 2% da população, portanto cancelar o ponto facultativo não seria tão eficiente, apenas estaria penalizando os funcionários públicos estaduais.

Conforme calendário publicado no dia 18 de dezembro de 2020, são pontos facultativos em razão do Carnaval os dias 15 e 16 de fevereiro, além do dia 17 até às 13 horas, em razão da Quarta-feira de Cinzas.

Apesar de valer para todo o Estado, municípios estão livre para definir toque de recolher com horários mais rigídos.

Decisões importantes

Na opinião do presidente da Associação dos Municípios de MS (Assomasul), Valdir Júnior, essas duas medidas tomadas, pelo governador Reinaldo Azambuja são muito importantes.

A preocupação de Valdir Júnior, que também é prefeito de Nioaque, é com o grau de contaminação do coronavírus em todo Estado, conforme os boletins divulgados diariamente pela Secretaria de Estado de Saúde.

Mais 783 casos

De acordo com a pasta, Mato Grosso do Sul registrou anteontem (3) mais 783 exames positivos para a Covid-19. No total, são 163.003 sul-mato-grossenses que foram infectados pelo vírus.

“Essa definição é importante porque foi tomada com base em critérios científicos. Parte dos prefeitos decidiu aguardar o governo estadual para tomar localmente a decisão sobre a manutenção do ponto facultativo. É importante ponderar que, independente da decisão do Estado e dos municípios, a população precisa manter os cuidados e evitar aglomerações”, disse o presidente da Assomasul.

Tribunal de Contas

Seguindo as medidas de biossegurança necessárias à prevenção contra o contágio do novo coronavírus, o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE-MS) realizou, na quarta-feira (3), a primeira sessão ordinária presencial de 2021 do Tribunal Pleno. Foram analisados 38 processos, entre contas de Governo e de Gestão, auditorias, pedidos de revisão e recursos ordinários.

Na oportunidade, o presidente do TCE-MS conselheiro Iran Coelho das Neves ressaltou em seu discurso que “todas as iniciativas de avanço e transformação, sejam no campo de gestão interna ou da atividade-fim da corte, convergem para agregar qualidade, eficiência e presteza aos serviços que, por dever constitucional, prestamos como reesposáveis pelo controle externo da administração pública".

Tribunal de Justiça

A Coordenadoria de Distribuição da Secretaria do Tribunal de Justiça de MS encerrou o mês de janeiro com a distribuição de recursos vindos do primeiro grau e os processos originários praticamente zerada. Isso significa que, no mesmo dia ou no dia seguinte ao protocolo da petição, o processo já está nas mãos do desembargador-relator para apreciação.

De acordo com a Secretaria Judiciária do TJMS, essa prática de trabalhar com a distribuição zerada não é novidade, pois isso já acontece há algum tempo. Para o Órgão Especial, Câmaras e Seções foram distribuídos 4.547 processos, sendo 1.943 apelações cíveis, 701 agravos de instrumento, 437 habeas corpus, entre outros.

Reforma tributária

A reforma tributária deve ser aprovada entre agosto e outubro deste ano nas duas Casas do Congresso Nacional. A previsão é do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que promoveu um café da manhã de ontem (4) para discutir o assunto com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Também participaram do encontro o presidente e o relator da comissão mista que analisa a reforma tributária, senador Roberto Rocha (PSDB-MA) e deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), segundo a Agência Câmara de Notícias.

Trabalho em conjunto

Arthur Lira afirmou que as duas Casas devem trabalhar juntos para que as reformas tenham discussões claras e transparentes.

"Não vai haver briga por protagonismo entre Câmara e Senado com relação a essas reformas. Elas têm que andar constitucionalmente nas duas Casas. Pouco importará se começará em uma ou se findará em outra", disse Lira.

Telefones úteis em Dourados

Quantas vezes a gente já precisou fazer uma ligação de emergência, mas não lembrou ou não sabia o número do telefone. Pensando nisso, a Gazeta MS publica alguns números que, se for preciso, serão facilmente encontrado.

Anota aí:

Polícia Militar: 190

Bombeiros: 193

Guarda Municipal: 199 e 153

Polícia Rodoviária Federal (PRF): 191

Polícia Rodoviária Estadual (PRE): 198

SAMU: 192        

Polícia Civil - SIG (67) 3411-8080

Aeroporto (67) 3411-7936

Utilidade Publica

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.
Logo publicaremos outros números de emergência.

 

[email protected]

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE