Do Show de Calouros, ao rádio douradense

| ASSESSORIA/O PROGRESSO


Teresa Armanda e Acileu Azambuja durante evento na Capital. Foto: Acervo de Teresa Armando

A radialista e cantora Teresa Armanda Giraldi reside hoje em Campo Grande, onde atuou em várias emissoras de rádio, sendo a última, a FM Segredo. No entanto, ela iniciou a carreira em Dourados, sua terra natal.
Em 1979, Teresa participou do Show de Calouros, programa apresentado pelo saudoso Gilberto Orlando, no Clube Social. O conjunto que acompanhava os calouros era o S.O.S, liderado pelo baixista Tim. Moisés, irmão do Tim era o baterista. Os saudosos Moacir Costa, guitarrista, e Armando Piai, tecladista, completavam o grupo.
Ela também participou das eleiminatórias do 1º Fempop (Festival de Música Popular), mas, não conseguiu se classificar para a final que acontecia no Ginásio do Operário.
Teresa Armanda iniciou sua carreira no rádio, pela Caiuás, onde comandava o programa “A Dona da Noite”m cujo slogan era “Um beijo grande no seu coração”. Posteriormente, na Tupinambás, apresentava um programa que levava o seu nome. Em ambos, ela atendia os pedidos dos ouvintes, que solicitavam músicas de todos os gêneros. O sorteio de prêmios também era uma das marcas de sucesso em seus programas.
Teresa Armanda era “figura carimbada” na “Noite de Seresta” do Restaurante Casarão, que acontecia toda quarta-feira, em 2001. Ela sempre era acompanhada pelo violonista Pitu.
Teresa herdou de seu saudoso tio, Antonio Piche, o gosto pelas serestas. Piche era um famoso seresteiro em Dourados.
Depois, a família transferiu residência para a Capital do Estado. Lá, Teresa também trabalhou em vários emissoras de rádio e, ainda, continua soltando a voz em eventos diversos, principalmente os direcionados à chamada 3ª Idade, sempre acompanhada por Acileu Azambuja Brum, famoso seresteiro douradense, que atualmente reside em Campo Grande.
No dia 13 de dezembro de 2017, Teresa Armanda Giraldo foi homenageada pela Câmara de Campo Grande, durante sessão solene em comemoração ao Dia do Radialista, por indicação do vereador Delegado Wellington.

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE