Alunos da Escola do Sesi de Dourados apresentam virtualmente peça de teatro

| ASSESSORIA


Como parte das atividades e aulas online adotadas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os alunos do 8º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Dourados apresentaram, de forma virtual, uma peça de teatro como parte do material estudado nas disciplinas de Técnicas de Redação e de Língua Portuguesa.

 

Segundo a professora Thaize Soares Oliveira, que leciona as disciplinas de Técnicas de Redação e Língua Portuguesa, após ensinar o gênero aos alunos, propôs a reescrita de uma peça teatral de autoria de Gil Vicente, no século XVII, chamada “O Auto da Barca do Inferno”.

 

“Assim, foi criado um documento em Word de forma compartilhada dentro do próprio TEAMS, da Microsoft, para que todos os alunos pudessem editar de forma colaborativa. Após a divisão dos personagens, os alunos receberam a missão de trazer essa realidade para a atualidade”, relatou Thaize Oliveira.

 

Ela acrescenta que os personagens, como “Fidalgo”, “Onzeneiro” e “Corregedor”, eram transformados em empresário, comediante, digital influencer e assim por diante. “A proposta visava, além de conhecer e se aprofundar no gênero, refletir sobre como a sociedade já foi organizada séculos atrás e como ela se organiza hoje”, pontuou.

 

Após a rescrita da peça e divisão dos personagens, começou o processo de gravação das apresentações, o que demorou por volta de 8 aulas, e, posteriormente, foi realizado um longo trabalho de edição pelos alunos. “A proposta visava envolver toda a turma nas mais diferentes habilidades e a ferramenta TEAMS facilitou esse processo por podermos criar esse ambiente de aprendizagem colaborativa com recursos tecnológicos”, disse a professora.

 

Os cenários eram criados dentro da plataforma e as cenas foram gravadas em blocos e posteriormente editadas em um mesmo arquivo. Na última semana de aula, teve a apresentação da peça para as outras turmas no aulão de arte. “Esse período de pandemia em que tivemos as aulas remotas foi importante para descobrirmos e redescobrirmos as ferramentas tecnológicas que já tínhamos ao nosso dispor. Ver todo o empenho dos alunos na realização das gravações, no roteiro, na edição, foi sensacional”, finalizou Thaize Oliveira.

 

A Indústria continua por você!

 

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao novo coronavírus (Covid-19) na página especial do Sistema Fiems

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE