Carreta da Justiça atenderá Jateí no próximo dia 30

| DOURADOSNEWS / REDAçãO COM TJ-MS


Carreta da Justiça tem competência para atuar em processos cíveis, criminais e dos juizados especiais das comarcas ainda não efetivamente instaladas - Crédito: Divulgação/TJ-MS

A Carreta da Justiça dará uma pausa e retorna para atender os habitantes de Jateí nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro. Depois, será a vez dos seis mil habitantes de Vicentina nos dias 3 e 4. A seguir, Bodoquena receberá os atendimentos nos dias 9 e 10 e, para terminar 2020, nos dias 14 e 15 de dezembro, os atendimentos serão em Guia Lopes da Laguna.

Apesar do calendário de atendimento, em razão das medidas de biossegurança, a equipe que trabalha na Carreta da Justiça não poderá atender os usuários dos serviços que aparecerem no local com suas demandas. Nas cidades de Jateí e Guia Lopes da Laguna, os atendimentos devem ser necessariamente pré-agendados pelos telefones (67) 3317-8648 e (67) 98462-8249, ou ainda pelo e-mail jitms@tjms.jus.br.

Nas demais comarcas, por meio da Assistência Social local, a prefeitura fará o agendamento. As pessoas que procurarem os serviços da unidade móvel da justiça não podem estar com sintomas de gripe ou resfriados e devem comparecer com uso obrigatório e correto de máscara, além de serem submetidas a teste de temperatura corporal e assepsia das mãos.

A Carreta da Justiça tem competência para atuar em processos cíveis, criminais e dos juizados especiais das comarcas ainda não efetivamente instaladas. A escolha dos municípios e localidades a serem atendidas pela unidade móvel observa critérios técnicos e de conveniência do Poder Judiciário.

Ela integra o programa Judiciário em Movimento, que tornou 100% dos municípios sul-mato-grossenses sedes de comarcas. Desde que foi lançada, em agosto de 2016, a iniciativa está levando mais qualidade e conforto no atendimento ao jurisdicionado, que não precisa mais deslocar-se de sua localidade para receber os serviços da justiça.

A unidade móvel é uma miniatura de um fórum: gabinete do juiz, sala para promotor, sala para defensor público, sanitário, uma pequena copa e varanda para recepção das pessoas, o que totaliza 44 m². O objetivo da proposta é aproximar o judiciário da população e dar cidadania às pessoas que nunca tiveram atividade judicial e judiciária em sua cidade.

Na unidade móvel do Poder Judiciário é possível realizar os seguintes serviços judiciais: - reconhecimento de união estável e conversão em casamento; - exame de DNA para investigação e reconhecimento de paternidade; - pedido de pensão alimentícia, execução e desoneração de alimentos; - pedido de guarda de menores; - conversão de separação judicial em divórcio e divórcio; - cobranças e outros pedidos da área cível.

Além disso, são disponibilizados esclarecimentos sobre os serviços prestados pelo Poder Judiciário e os agendamentos já realizados para os processos que tramitam na comarca sede.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE