Família doará órgãos de João Victor Pereira, morto em acidente de motocicleta

| FOLHA DE DOURADOS


João Victor Pereira tinha 22 anos

Os órgãos do corpo do cinegrafista João Victor Pereira, de 22 anos, serão doados, segundo pai, o também cinegrafista João do Couto, 'atendendo uma vontade dele que era uma pessoa generosa com as pessoas e que sempre pensava no próximo'.

João Victor morreu vítima de acidente com uma motocicleta ocorrido no domingo (03), em Chapadão do Sul, no Norte do Estado. Ele estava internado na Santa Casa da Capital, mas não resistiu e morreu na tarde de ontem (5). Ele trabalhava em uma produtora da família com o pai.

O acidente aconteceu na descida da rua dos Periquitos, quando a moto dirigida pela vítima foi atingida por uma pick-up Fiat Strada, que cruzou a rua Das Rendeiras, sem obedecer a sinalização de preferencial. Com o impacto, o rapaz foi arremessado contra o para-brisa da Strada

Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e teve morte cerebral. O motorista do carro chegou dizer que a responsabilidade do acidente era do filho, que supostamente estava na direção, mas foi desmentido por testemunhas. 'Pelo erro de um motorista imprudente, Deus levou meu filho', disse o pai.

O corpo do cinegrafista será liberado nesta quarta-feira (6) e será velado e sepultado em Chapadão do Sul.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE