Há 11 anos, Corinthians eliminava Athletico-PR na Copa do Brasil com Ronaldo decisivo

| GAZETA ESPORTIVA


Ronaldo marcou os dois gols da vitória do Corinthians (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Ronaldo chegou ao Corinthians para mudar o clube de patamar em 2009. Naquele ano, o Fenômeno conduziu a equipe à conquista da Copa do Brasil. Foi dos pés dele que vieram os gols que garantiram a classificação do Timão sobre o Athletico-PR, nas oitavas de final da competição nacional, há exatos 11 anos.

No dia 6 de maio daquele ano, o Corinthians encarava o Furacão no Pacaembu apenas três dias depois de conquistar o título do Campeonato Paulista. Sem tempo para comemorar, a equipe comandada por Mano Menezes precisava reverter a derrota por 3 a 2 construída no jogo de ida, em Curitiba.

Como não poderia ser diferente, a equipe foi com força máxima para a partida. A primeira etapa foi equilibrada e o Corinthians foi pra cima, mas o placar não saiu do 0 a 0.

No segundo tempo, empurrado pela Fiel, o Timão enfim chegou ao primeiro gol, para explodir o Pacaembu. Com o jogo complicado, coube a Ronaldo abrir o placar aos 10 minutos. O Fenômeno recebeu na entrada da área, girou sobre o zagueiro e bateu cruzado, no canto direito do goleiro.

Com a vantagem mínima no placar, o Timão já avançaria pelos gols marcados fora de casa. Ainda assim, com a Fiel ainda mais em festa, o Corinthians foi pra cima e achou o gol que selou a classificação.

Mais uma vez, Ronaldo chamou a responsabilidade. O craque recebeu dentro da área, tentou tirar dois marcadores com um drible de letra e caiu. O árbitro Leandro Vuaden, perto da jogada, assinalou pênalti. O próprio Fenômeno foi para a cobrança e, com paradinha, marcou o segundo do Timão.

A vitória por 2 a 0 colocou o Corinthians nas quartas de final e, a partir de então, a equipe só caminhou firme para buscar o título. Depois do Athletico-PR, o Timão passou por Fluminense e Vasco até encarar o Inter na final e se consagrar campeão da Copa do Brasil daquela temporada.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE