Homem é espancado até a morte durante briga

| DIáRIO DIGITAL / ANA LíVIA TAVARES


(Foto: Divulgação/Costa Leste News)

Um rapaz de 22 anos está preso e três adolescentes apreendidos acusados de espancarem até a morte Vitor da Silva Martins, 33 anos, na última terça-feira (28), no bairro Jardim Felix, em Aparecida do Taboado. Conforme a Polícia Civil, a briga teria sido motivada pelo uso de bebida alcoólica e o tráfico de droga.

O caso gerou ainda mais repercussão não apenas pela crueldade, mas após um desabafo do próprio delegado em uma rede social mostrando os suspeitos cantando, rindo e fazendo piada na delegacia da cidade.

Segundo o delegado Lúcio Barros, o homicídio aconteceu depois de um desentendimento entre os dois rapazes, um maior de idade e outro adolescente, por “problemas relacionados ao tráfico de drogas”. A vítima tentou fugir das agressões e pulou o muro de uma casa, subiu pelo trabalhado, mas acabou sendo pega pelo grupo. Vitor foi espancado com pedradas, tijoladas e até uma ripa de madeira.

Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante atendimento médico.

O suspeito de 22 anos foi preso acusado de homicídio, corrupção de menores, fornecimento de bebidas alcoólicas a menor e resistência.  Já o adolescente de 17 anos e duas meninas de 16 e 17 anos, também foram levados para a delegacia e aguardam determinação judicial.

Desabafo – Apesar de se dizer habituado a situação, no último feriado do dia 1 de maio, durante um flagrante, o delegado Lúcio Barros quis mostrar a sociedade os problemas enfrentados pelos agentes da segurança pública. Sem imaginar que a postagem geraria tanta repercussão, ele compartilhou um vídeo onde os presos cantam alegremente e conversam alto na delegacia.

Barros explicou que as pessoas que estavam na delegacia de polícia, tanto os policiais civis, militares, vítimas, testemunhas e até um outro indivíduo que estava sendo preso “se sentiram incomodadas pelo desrespeito que os indivíduos custodiados estavam demonstrando”.

Veja a publicação: 

“RECANTO FELIZ

PRESOS cantam alegremente às 21h50min. de 01/MAI/2020, nas celas da Delegacia de Polícia de Aparecida do Taboado. Enquanto nossos irmãos Policiais Civis, Policiais Militares, Profissionais da Saúde estamos trabalhando, dignificando o DIA DO TRABALHO, os CUSTODIADOS expressam sua alegria atrás das grades. Talvez eles estejam bem felizes. Por isso a taxa de reincidência no País é tão alta. Essa gente se diz marginalizada. Talvez a culpa seja nossa. Talvez a culpa seja de quem trabalha de cedo até noite.

Detalhe: Boa parte dos cantores (muita voz de mulher), estão envolvidos no ASSASSINATO que ocorreu em 28/ABR/2020.

Me desculpem o DESABAFO...”.

Veja o vídeo: 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE